OOH
Maior grupo de consumo brasileiro inclui novos meios no cotidiano; digital out-of-home, TV paga e revistas se destacam com maiores crescimentos

O aumento da renda da nova classe média brasileira permitiu que ela incluísse novos meios em sua carteira de consumo. É o que revelam os Estudos Marplan EGM Next Generation. Em 2012, os meios que tiveram maior aumento de penetração no grupo socioeconômico foram o digital out-of-home, que ampliou 12 pontos percentuais entre os anos de 2011 e 2012, saltando de 30% de penetração para 42%; a TV por assinatura, que cresceu nove pontos (de 24% para 33%), as revistas impressas (sete pontos, de 32% para 39%) e impressas e online (seis pontos, de 33% para 39%). Variaram negativamente – mas dentro da margem estatística – rádios AM e FM, out-of-home e jornais (veja quadro abaixo).

Segundo o estudo, a televisão aberta se consolida como o meio de maior penetração (98%), seguida do rádio (AM e FM) (74%), rádios FM (67%) e out-of-home (63%). “A classe C foi e continua sendo importante para o fortalecimento e crescimento dos meios”, relata Diego Oliveira, diretor de contas da Ipsos Marplan. “Esses consumidores tomaram gosto, formaram hábito de consumir os meios de comunicação”, completa. Oliveira destaca que as novas tecnologias tiveram um papel essencial nessa inclusão da classe C como consumidores de novos meios.

Tabela midia Ipsos_Classemedia_560

(Fonte: Meio & Mensagem)

Esta entrada foi publicada em Conteúdo, Destaques, Sinalização Digital / Out-of-Home e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>